terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Nossas Histórias - Oswaldo Montenegro

Oswaldo Montenegro produziu essa canção para uma websérie na qual Madalena Salles (sua parceira, flautista, há mais de 40 anos) relata fatos desses anos de parceria!...
Linda poesia, com votos de uma ótima semana!



Quando a sua história tira a minha para dançar
Como bailarina salta e gira sem cansar
Vence a gravidade e fica leve até voar
Vendo a gente toda a gente busca o seu par
Quando um coração se acalma e volta pro lugar
A esperança sonolenta acorda e vai brincar
Toda a melodia é um farol guia em alto mar
Quando uma canção consola alguém valeu cantar
Quando uma canção consola alguém valeu cantar

* Ansiosa para vê-lo dia 04/03 :D


segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Curta o curto LXIV

... ela foi onde não devia,
viu o que não queria, mas o que devia...
quem ficou devendo foi ele...

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Dia quente...

Derretendo pensamentos na inconstância da certeza,
Ambiguidades no reconvexo da parábola,
Aprendizados que tonteiam a cada gota de suor...

Marasmo calórico, gordura derrete na panela...
A soja pronta e as ideias em micropulsos,
Sou surrealista no verão,
Com doses de Picasso...

domingo, 5 de fevereiro de 2017

FloresCER fora de época

(Foto por: Nadine Granad - Exposição de Orquídeas)
Entre tantas orquídeas,
... Sem folhas, fui ser água para um cacto...
Protege-se da luz solar,
... Eu que tenho astros nos olhos e peito em chamas...
Não estou preparada para a jardinagem,
... Embora tenha lido bastante e cultivo flores em pensamentos...

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Não há vagas para ela...

Sinto dizer, mas ela não está apta!...
Sim, acabou, passou... era uma nuvem que só precisava chover!...

Ela foi bem empregada, mas o tempo expirou...
Precisa de atualizações!

Lamento, mas as vagas disponíveis exigem experiência...
Ela viveu sob uma única batida cardíaca!...

Precisamos de corações renovados...
O dela venceu!...

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Coffee Break XV

Engraçado como cada vez mais o café virou café...
Sem meias verdades, sem metáforas inteiras...
Ora dá azia, ora dá ânimo...
Brindemos com chá!...

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Curta o curto LXIII

Quando eu já acreditava na vitória: Mensagem tardia, adia a tranquilidade... Os exércitos precisaram entrar em campo... última vez!....

Breves anotações sobre o sorriso dele...



É uma pitada de Debussy com poesia...
É bossa... que é nova no peito...
A lua está entre lábios e as marés nos abraços...

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Novas férias

Extrema  - Minas Gerais

Eu andei por ruas inéditas,
Cada atalho me levava ao meu (re)encontro...
As calçadas eram tobogãs...
As lombadas eram almofadas...

Os olhares eram imãs -
- Ora atraiam, ora distraíam...
E eu deixei-me ser olhada...
Permiti-me olhar...

As paisagens novas eram mais belas...
Eu havia crescido com as árvores,
Nadado com lágrimas da água doce do mar...
Viajei para dentro de mim...

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Rascunhos encontrados no lixo...

Rascunho 1
Por sorte não liguei,
Por sorte não ligou,
Preciso desligar-me de mim para ligar para alguém...

Rascunho 2
Ela quer um amor grande quanto o que ela sente... Está só, por enquanto a dança é um break, depois vira valsa...

Rascunho 3
Mentiu, tem mágoas incontroláveis que viram pesadelos...
Muitos anos e um segundo para decidir fez com que o tempo de perdoar expirasse...

Rascunho 4
Mentiu para si mesma, culpa-se ainda... embora todos lhe digam o oposto...
Queria não ter aberto o peito... a costura é com linha fina...

Rascunho 5
Mentiu para todos, os rascunhos são frescos...

domingo, 20 de novembro de 2016

Para uma boa semana!


Show do Alceu Valença (19/11/16)... Assisti-lo de perto, simplesmente lindo!
Precisava, pois pensar, pensar, pede dançar conforme a música...
Prometo essa semana colocar as leituras dos blogs em dia ;-)

Boa semana!

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Curta o curto LXII

A coragem é ovacionada na decisão, mas a vitória pertence ao repudiado...