segunda-feira, 10 de abril de 2017

Curta o curto LXVII

Ele mandava flores virtuais e ganhava batidas de um coração real...
Mas a rosa secava pouco a pouco, enquanto a distância crescia...
- A chuva necessária era de outro céu!...

16 comentários:

  1. Palavras sábias, pensamento profundo,
    flores virtuais, da terra se distanciando
    no mar, entre as ondas à deriva sem rumo
    à chuva de outros céus, barco navegando!

    Tenha uma boa tarde amiga Nadine, um beijo,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Edu!
      Já dizia o poeta: "Navegar é preciso"...

      Beijos, linda tarde! =)

      Excluir
  2. Bonito... GosteiA!Bem criativo.

    ResponderExcluir
  3. Cara amiga Nadine, teu belo poema trouxe-me à memória uma música antiga, dos anos 70, a qual talvez tu não conheças, justo por ser antiga, do meu tempo. Trata-se de "Que fim levaram todas as flores?"
    Um abração. Tenhas uma boa páscoa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dilmar!

      Ah, conheço e adoro "Secos e Molhados!"

      Uma linda semana a você!

      Beijos =)

      Excluir
  4. Pode ter certeza que quem navega ama navegar.
    No entanto há os obstáculos para serem ultrapassados na vida que muitas vezes fazem ficar escasso esse velejar.
    Precisamos ter calma
    o amor é paciente...
    Lance apenas a semente da amizade sem querer nada em troca , ela brota tão linda.

    Beijo more 😍

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fê!

      Lindas palavras... muito grata!

      Beijão, boa semana =)

      Excluir
  5. Por que Nadine?
    Sem aviso prévio? Eu também sou professora.
    Boa Páscoa
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Desculpa, não entendi...

      Fui viajar, cheguei recentemente...

      Beijos =)

      Excluir
  6. Esse outro céu está na esperança que temos dele...
    Muito belo!
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Na peleja, sempre!
    (Gostei muito, Nadine)

    ResponderExcluir
  8. Olá!

    Que lindo! Poético e doloroso, mas uma esperança meio atrevida, poderia ser a chuva que faltou.

    Bjs.

    Vitalina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vitalina!

      Lindas são as suas impressões!...
      A chuva, essa chuva já me gerou problemas demais, haha!

      Beijos =)

      Excluir

... Falta a sua pitada!...