quinta-feira, 23 de março de 2017

Blues do despe-aço

Ele furou meu peito com olhares,
Cílios que encontram águas alheias
E fez-me buscar novos ares,
Blues que em minh'alma permeias...

Se nas entranhas sejam ferro,
A mente é punhal de bronze das sereias
E ao tomar novo fôlego, um berro
- Luz explode aos ouvidos como candeias...

A canção é tudo o que me resta,
Embora a noite tenha a luz lunar,
Nem tudo em que é escuro terá festa.
Preparo-me para quando a última nota soar...

Agora, aço na faca, peito com oco
Ele caminha semisereno, semipartido
E eu completamente de olhar fosco
Canto para não sentir que algo em mim tenha morrido!...


16 comentários:

  1. Por ser, assim, tão lindo,
    torna o seu poema mais belo
    estou sentindo, não mentindo
    de que estou ficando velho!

    Se eu fosse adivinhão,
    decifrava a sua mensagem,
    guardado no seu coração
    desvendava o segredo
    numa inesquecível viagem
    sem perturbar o sossego!

    Tenha uma boa tarte amiga Nadine, um beijo,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Edu!
      Haha, Sensacional!

      Obrigada por sempre trazer sua poesia ao meu espaço!

      Beijos, boa noite!

      Excluir
  2. O Amor não morre, mesmo que as noites enluaradas se tornem escuro sombrio. Há sempre a nota, o tom, que renova a vida e a esperança.



    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, SOL!
      Sim, o amor algumas vezes pede nova melodia!

      Beijos =)

      Excluir
  3. Cara amiga Nadine, eis uma viagem poética através do simbolismo. Um abração. Tenhas um lindo fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dilmar!

      Obrigada por embarcar comigo!

      Boa semana =)

      Excluir
  4. Tudo recomeça quando pensamos que findou.
    O tempo é um amigo presente, segura em nossas mãos e caminha até parar de doer.

    Beijo linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ... Que o tempo venha!

      Obrigada!

      Beijos =)

      Excluir
    2. O amor é assim...existem momentos de pura alegria e momentos de saudade que gostaríamos muito que fosse diferente.
      Um abaço.
      Élys.

      Excluir
    3. Oi, Élys!
      Sim, o amor é uma montanha russa!

      Beijos =)

      Excluir
  5. As notas vindas das luzes representam os anjos! beijos

    ResponderExcluir
  6. Poesia-mistério!
    Assim é que gosto!!!
    Linda!

    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Louraini!

      Obrigada!

      Linda é sua presença! =)

      Excluir

... Falta a sua pitada!...