terça-feira, 25 de abril de 2017

Crise dos 30 - Parte II (fim da saga)

O trem mais parecia um avião...
Em poucas horas chegou.
E eu, e eu é quem fui sem esperar!...

Meu refrão gastou,
Virou marchinha e marchando foi
- Bateu na contramão de uma esquina qualquer!

Chegaram, chegaram trintas dias no mês,
Mais parecem pássaros canoros em gaiolas...
E o canto? O canto não sai...

Oh, drama de três décadas!
Oh, espetáculo de meia hora!
Oh, triplo X romano!

Não há aplausos,
Sonhos vaiam em dissílabas...
Ecos infinitos de "inta"... "inta"..."inta"...



OBS: Em 2013 já estava em crise (haha), cheguei a  desabafar sobre: https://nadinegranad.blogspot.com.br/2013/01/crise-dos-30.html#comment-form . Agora os '20 e dez' chegaram!... Como diriam os Novos baianos: "Acabou o chorare"...

18 comentários:

  1. Adorei te ler, teu desabafo da crise... Imagina eu que já com 68...Nem mais crise dá pra ter.Nenhum dia podemos perder!rs bjs, chica e parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica, tens 68, mas parece-me bem mais jovem...
      Sua alma, leve, voa!...

      Obrigada!
      Beijos =)

      Excluir
  2. O tempo passa muito rápidoquase sempre não om vemos passar...
    Um abraço. Élys.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Élys!
      Passa muito rápido!...

      Beijos =)

      Excluir
  3. Três vezes, inta, inta, intas,
    porque foi essa palavra escrita
    por isso não me estou nas tintas
    do que esta não há outra melhor vida!

    Não estou na estação,
    à espera do atrasado trem
    nem no aeroporto esperando o avião
    são transportes para quem na vida pressa tem?

    Porque eu pressa não tenho,
    nem tão pouco estou pensando viajar
    pois, com o que tenho me contento
    enquanto neste mundo poder circular!

    Se o seu refrão se gastou,
    pois, recuperá-lo tente lá então
    porque, o vento nem tudo ainda levou
    deixou a felicidade no seu coração!

    Não a deixe ir embora,
    para ela não se perder
    sem saber onde ela mora
    no mundo sem amor viver
    é triste a toda a hora!

    Tenha uma boa tarde amiga Nadine, um beijo,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Edu!
      Lindo poema, sempre grata por aqui estar!
      Caminhemos por novos refrões ;-)

      Boa noite!
      Beijos =)

      Excluir
  4. Sensacional a forma que conduz a verdade, e realidade.
    Confesso que estou nesse "barco".
    Agora, em minha mente esse eco também se forma infinito...

    • Meu blog http://blogloveinred.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pâmella!
      Bem vinda!

      Obrigada!... Vamos velejar com a leveza de quem tem inta...

      Beijos =)

      Excluir
  5. Bem se vê que diferença uma letra faz! Estás a "choramingar" os inta porque decerto querias mais longos os inte. Inte e inta são as melhores de todas as idades, diria um sábio poeta. Eu vou nos inta à tua frente, não muito longe de ti e penso que, de letra em letra o trem-avião se despenca na ladeira e devemos, em vez de nos segurar na cadeira, largar as mãos e viver, nessa descida, a emoção! Se inte vai a inta... Inta vai a enta... Engole o choro e vive tudo que se te apresenta!
    Aliás, parabéns! Baci, poetisa de grande talento!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Luc!
      Leio belezas!...

      Sim, a troca de uma única letra tem, por vezes, o peso de décadas!... Sim, choro cessa, viver bem é o que nos resta!

      Obrigada pelas felicitações!
      Talento tens tu!

      Beijos =)

      Excluir
  6. Oi Nadine,
    Nunca tive crise de amor na minha vida. Sempre fui muito orgulhosa e nunca entreguei meu coração por inteiro.
    Ninguém merece nosso sofrimento.
    Desabafar é bom, soltamos os nossos "bixos"
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dorli!

      Bom, procuro ser inteira...
      A dor passa, ela vem... com a certeza de que amei o que pude!

      Obrigada pela presença!

      Beijos =)

      Excluir
  7. Risos...
    Você é linda de fora pra dentro
    e a alma além de linda também tem um humor maravilhoso.
    Sorri ao te lê e fiquei imaginando você dizendo o texto rsrsrs.
    Agora que a vida está começando menina!
    Viva bastante
    poetize dessa maneira maravilhosa
    e aproveita cada degrau desse tempo.

    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Fê!

      Sabe, reli várias vezes em voz alta, antes de postar... Também dei risada!... Haha...

      A crise é um estalo, depois passa e sigo!... Assim sinto!... Você me inspira!

      Obrigada por sentir!

      Beijos =)

      Excluir
  8. Oi Nadine,
    E como passa, j´eu estou entrando na crise das dores(mal de família), estou quase chegando aos 70 anos, apesar das dores, ainda me acho bonita, nem rugas tenho.
    E vamos que vamos.
    Beijos
    Lua Singular
    Abaixe meu blog, tenho mais de 2000 postagens, modesta a parte melhores que as mais recentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dorli!

      Tenho certeza que deve ser linda também no exterior ;-)

      Estou bem, sobrevivi ao dia 25, haha...
      Devo viajar novamente, mas pode deixar que lerei os demais textos!

      Vamos que vamos!

      Beijos =)

      Excluir
  9. OI NADINE

    ainda me faltam alguns anos pra chegar lá, mas acredita que eu já to em crise? HAHAHAH na realidade, eu tive uma dos 10 e uma aos 20. Talvez eu não seja tão normal assim ._. HAHAHAHAHAHAH

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hellzinhaaaaaa!!!

      Eu acredito, tive várias, haha!
      Somos anormais ;-) E que bom!

      Beijos =)

      Excluir

... Falta a sua pitada!...