domingo, 2 de abril de 2017

Colombina de asfalto


... Eu que sempre preferi Pierrot,
Notei-me roubada,
O Arlequim me furtou!

As lágrimas negras escorrem,
Antes de tocar o chão,
Nas estrelas morrem...

No asfalto quente um palhaço dorme,
Uma escrava chora,
Um ladrão corre...

O primeiro semáforo nos congela,
O conto vira riso,
Tudo termina em novela!...

12 comentários:

  1. Asfalto quente deve ser horrível,
    chorar sem dos olhos deitar lágrimas
    também não será, portanto, muito difícil
    como é fácil a você escrever sábias palavras!

    Tenha uma boa noite e bons sonhos amiga Nadine, um beijo,
    Eduardo.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Eduardo! Eu sei que tenho sido repetitiva, mas não posso deixar de dizer o quanto me alegra um poema seu "aqui"!

      Bons sonhos!!! Beijos !!! =)

      Excluir
  2. Perfeito, cara amiga Nadine, realmente, tudo termina em novela. No Brasil, existe o mundo paralelo da novela.
    Um abração. Tenhas uma linda semana, com ou sem novela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dilmar!
      Obrigada!
      Verdade, aqui desenvolve-se em novela, samba ou futebol!

      Beijos, boa semana =)

      Excluir
  3. Que linda foto, linda,linda. Poema maravilhoso, tudo termina em novela....amei isso.

    ResponderExcluir
  4. "[... um palhaço dorme,
    Uma escrava chora,
    Um ladrão corre...]", a novela, essa, terá um final apropriado.
    Gostei.



    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  5. Bom dia menina linda!
    A vida é essa brilhante incógnita.
    Muitas vezes a vemos de muitas maneiras
    e quase sempre nos faz refletir.
    Isso é bom, pois de alguma forma aprendemos algo.
    A "novela" da vida vem de muito antes de nós
    e nem sempre é agradável assistir ou interpretar nosso papel, mas é aí que entra cada escolha que fazemos. Essa escolha nos ajudará a fazer nosso papel verdadeiramente. Então colheremos nosso fruto conforme plantamos.
    A vida é bonita e o tempo sábio🙏🏻
    Beijo linda!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Fê!

      Sim, verdade! É possível, muitas vezes, escolhermos os nossos papeis!

      Beijos =)

      Excluir
  6. E eu fico a deliciar com seus poemas e comentários que ganha
    Parabéns poetisa
    Beijos
    Lua
    Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Lua!

      Que amor!... Obrigada!

      Beijo grande! =)

      Excluir

... Falta a sua pitada!...