quarta-feira, 23 de junho de 2010

Curta o curto VII

Ligou... não somente em/no aparelho;
Mas [há] algo cá dentro!...

7 comentários:

  1. Um despertar eletrizante, acontece...

    Beijo, flor.

    ResponderExcluir
  2. Lara:
    Ah, sem dúvida!...
    Obrigada =)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Ligou,... ligou-se?...

    Um bom fim de semna para ti.

    Bjs, Nadine, e inté!

    ResponderExcluir
  4. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do blog seara de versos. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. Estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs



    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


    Abraços

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Ju:
    Ligou[me]!!!!
    Obrigada... sempre!!!
    Beijos!

    Fabrício:
    Okay!
    ... Mais importante que 'números' é saber lido!... Assim penso!

    Abraços =)

    ResponderExcluir
  6. um despertar poetico. deve ser poesia isto ai dentro.

    ResponderExcluir
  7. Sandrio:
    Imagem de uma rosa também ;)
    Poesia não falta... aqui, ai, estou cercada!...
    Bebo, respiro e me alimento de tal essência! Lamento por vezes ter a razão a me saculejar e impor limites!

    Abraços carinhosos =)

    ResponderExcluir

... Falta a sua pitada!...