segunda-feira, 31 de maio de 2010

Do sábado de cada dia...

Disse-lhe que não seria inspiração...
Tal como a criança impedida de chorar
Ao ver partir a mãe!...
Blefe... - Não, tentativa do orgulho!

E rasbico, desenho, cantarolo...
In/re spiro canções que você deixou,
Minhas não porque assim o são...
Mas porque assim o quis!...

Misto de graça e ternura
A espantar-me fantasmas...
Supreender-me... um e um... são um!...
E para nós todo dia são SÁBADO,
- Para o resto do mundo não...
Lamento!

4 comentários:

  1. Oiii =)
    Tb estava com saudade de vc por lá ;)
    Beijocas =*

    ResponderExcluir
  2. Ai como é bom visitar seu cantinho, sinto-me como estivesse em minha casa.Lugar muito calmo . E o seu blog, transmite isso, calma.
    Beijinhos, ótima quarta-feira a vc!
    Beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  3. Nada como poder vislumbrar o que de surpreendente há nos "sábados" de todos os dias...

    Bjs, Nadine, bom feriado. Inté!

    ResponderExcluir
  4. Oi Noe =***

    Esperança:
    Bom tê-la aqui!... Aliás, muito bom!...
    Esperança sempre é bem-vinda!!!
    Beijos!

    Ju:
    Sempre doce!
    Obrigada!
    Bom feriado também!... Que seja SEU sábado!!!
    Beijos

    ResponderExcluir

... Falta a sua pitada!...