domingo, 26 de fevereiro de 2017

A canção que não canto

Não sei cantar, mas minha alma insiste...
O ré desafinado é a dó do meu peito,
que pula sem ritmo e destoa em lágrimas...
A brisa nos fios rebeldes lembram o palco,
então a voz amarrada ecoa,
quase uma microfonia...
As letras emergem, microfones,
que talvez precisem de tomadas,
ou serem tomadas em versos...
Canto o que nem sempre meus lábios falam...
Canto alegrias e tristezas que me alimentam...
que fazem de mim quem sou...
Disritmias alavancam minha coragem...
Não é resiliência... são aulas de canto!

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Nossas Histórias - Oswaldo Montenegro

Oswaldo Montenegro produziu essa canção para uma websérie na qual Madalena Salles (sua parceira, flautista, há mais de 40 anos) relata fatos desses anos de parceria!...
Linda poesia, com votos de uma ótima semana!



Quando a sua história tira a minha para dançar
Como bailarina salta e gira sem cansar
Vence a gravidade e fica leve até voar
Vendo a gente toda a gente busca o seu par
Quando um coração se acalma e volta pro lugar
A esperança sonolenta acorda e vai brincar
Toda a melodia é um farol guia em alto mar
Quando uma canção consola alguém valeu cantar
Quando uma canção consola alguém valeu cantar

* Ansiosa para vê-lo dia 04/03 :D


segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Curta o curto LXIV

... ela foi onde não devia,
viu o que não queria, mas o que devia...
quem ficou devendo foi ele...

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Dia quente...

Derretendo pensamentos na inconstância da certeza,
Ambiguidades no reconvexo da parábola,
Aprendizados que tonteiam a cada gota de suor...

Marasmo calórico, gordura derrete na panela...
A soja pronta e as ideias em micropulsos,
Sou surrealista no verão,
Com doses de Picasso...

domingo, 5 de fevereiro de 2017

FloresCER fora de época

(Foto por: Nadine Granad - Exposição de Orquídeas)
Entre tantas orquídeas,
... Sem folhas, fui ser água para um cacto...
Protege-se da luz solar,
... Eu que tenho astros nos olhos e peito em chamas...
Não estou preparada para a jardinagem,
... Embora tenha lido bastante e cultivo flores em pensamentos...

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Não há vagas para ela...

Sinto dizer, mas ela não está apta!...
Sim, acabou, passou... era uma nuvem que só precisava chover!...

Ela foi bem empregada, mas o tempo expirou...
Precisa de atualizações!

Lamento, mas as vagas disponíveis exigem experiência...
Ela viveu sob uma única batida cardíaca!...

Precisamos de corações renovados...
O dela venceu!...