sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Curta o curto XXXVI

Quando "nós" estamos... unificamos!...
Quando é meu tempo... você não está;
Quando é seu o tempo... estou sem estar!

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Se o (a)caso ca(u)sar...

Foto: Nadine Granad


Parece-me que o amor é ocasional... que não chega, não basta.
Então penso, repenso e concluo:
- Ele está lá!...
São os detalhes que ficam pequenos demais para caber!


Fujo de concepções que só precisam de leite e ovos,
Prefiro carregar nas mãos as flores e no peito o medo...
O perfume é de pele e interrogações adornam o busto.
E eu também carrego uma carteira, com uma foto 3X4!...


Se acaso você tiver na memória meu primeiro verso,
Se acaso você se lembrar das pernas trêmulas,
Se acaso você disser meus bordões,
Eu estarei ali, casualmente, a sorrir, a ca(u)sar...

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Curta o curto XXXV

Por que meu relógio faz tique-taque e o seu não tem bateria?
Por que eu gosto de declarações e você de(r)reter ações?
Por que eu quero vários sábados e você vários domingos?
... às vezes parece que eu sou o quê... sem por nem tirar...

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Ruga-ai!

(Imagem retirada do Google)
"Toda intimidade é ódio economizado"
(CARPINEJAR, Fabrício.Veneno , p. 272. IN: O amor esquece de começar)
                           
 A velhice pega-me de surpresa e bate à porta -
- quem abre é ele!...
Minhas rugas são aparentes e os parentes rugem...
E ele toca cada sulco...

As meditações têm auxiliado os desgastes...
E situações, presunções.. também!!!
Sinceramente, frutos de ações e inações já vêm podres da horta!...
E a aorta dele está torta...

... Quem sabe vou a Montevidéu e as rugas ao beleléu!!!