sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Se o (a)caso ca(u)sar...

Foto: Nadine Granad


Parece-me que o amor é ocasional... que não chega, não basta.
Então penso, repenso e concluo:
- Ele está lá!...
São os detalhes que ficam pequenos demais para caber!


Fujo de concepções que só precisam de leite e ovos,
Prefiro carregar nas mãos as flores e no peito o medo...
O perfume é de pele e interrogações adornam o busto.
E eu também carrego uma carteira, com uma foto 3X4!...


Se acaso você tiver na memória meu primeiro verso,
Se acaso você se lembrar das pernas trêmulas,
Se acaso você disser meus bordões,
Eu estarei ali, casualmente, a sorrir, a ca(u)sar...

10 comentários:

  1. Ah, inflar o coração de detalhes... o amor nunca é inteiro, né? É construído por pequenas peças. Sempre, sempre falta e cabe mais uma, mais um detalhe :)

    Beijos, Nadine! Bom final de semana pra vc!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaaah!!!

      Bom final de semana para você também!

      Beijos =)

      Excluir
  2. Nadine, os detalhes ca(u)sam. Adoro seu jeito único de poetar.

    Bjs, querida, bom fim de semana. E inté!

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. ... e uma pitada de chef é deveras mágica!...

      Excluir
  4. Respostas
    1. A primeira estrofe é roubada, rs... Nos dois sentidos!!!

      Excluir
  5. Um encanto essas suas palavras...

    Bjos

    ResponderExcluir

... Falta a sua pitada!...