terça-feira, 29 de junho de 2010

Meu avô pajé

 (Foto de Flaviele Leite)


Rolha no bolso;
moeda, limão e fumo...
Álcool, ervas... pernas desincham!...
Três pulos, prece segura...
E quem segura a dor éCuraDOR!...
Vovô voa na tradição,
Na bolsa: plantas, chás...
... Plantações e pás nas mãos!...
Aquela árvore é essa... essa ave é aquela...
E os pronomes são poucos para tanta demonstra-ação!

2 comentários:

  1. Trago uma pitada
    do meu deslumbramento

    belíssimo poema

    atávico

    ResponderExcluir
  2. Wasil:
    Obrigada!
    Muito feliz em vê-lo!


    Abraços carinhosos =)

    ResponderExcluir

... Falta a sua pitada!...